Igreja do Carmo

Este impressionante monumento gótico, ou o que resta dele, foi fundado por Nuno Álvares Pereira, o comandante que se tornou membro da Ordem Carmelita. A construção terminou em 1423, sendo esta na altura a maior igreja de Lisboa.

As ruínas da Igreja Carmo, deixadas pelo devastador terramoto de 1755, vêem-se melhor da Baixa, especialmente do Rossio, da Graça ou do Castelo de São George. Representam séculos de história e acolhem o Museu Arqueológico do Carmo.

Neste museu existe uma colecção histórica de valor incalculável, com peças que retratam épocas tão distintas como a pré-história e a contemporaneidade. Por isso, faça questão de ir além da riqueza exterior destas ruínas e dê uma espreitadela no interior para uma gratificante viagem ao passado!
Faixa publicitária

autos en

Please update your Flash Player to view content.


Utilizamos cookies para fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a nossa utilização de cookies.